segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

EQUILÍBRIO - UM PEDACINHO DA NOSSA HISTÓRIA Lu & Flá


Nós nos conhecemos há cinco anos, quando eu estava no segundo período da Faculdade de Turismo e Hotelaria, na ocasião em que me convidaram para fazer um estágio no local que o Lu trabalhava. Foi ali que tivemos a oportunidade de trabalhar lado a lado, e de trocar nossas experiências e conhecimentos, passando a admirar um ao outro; foi então que se iniciou uma linda amizade entre nós. Lembro ainda, Lu, que eu chegava de mansinho para te arrenegar (kkk...) e te fazer sorrir. Lá estavas tu na tua mesa, distraído, esperando a Flá chegar. Desde então, passamos a compartilhar sonhos, objetivos, desejos, angústias e medos.
E sempre que podíamos dávamos um jeitinho de ficar próximos um do outro, e de bater aqueles longos papos e dar uns passeios até Cabeçudas. As adversidades da vida me afastaram, mas sempre te levei em meu coração... E quando nos encontrávamos, sempre era uma imensa alegria. Mesmo longe sabíamos que podíamos contar um com outro. E foi o que aconteceu quando estava escrevendo minha monografia... eu sabia que eras tu a pessoa ideal, inteligente, querida, amiga que poderia me ajudar com a formatação do texto. Foram algumas horinhas que tomei de teu tempo, porém essas curtas horas nos alegravam e foram primordiais para nos aproximarmos e deixarmos nossos sentimentos fluírem. Exemplo de fé, esperança, perseverança, persistência, tu, Lu, sabes exatamente o que queres e quem tu queres. Hoje estamos casados, felizes, compartilhando nossas alegrias, conquistas, tristezas e muitas vitórias.
Tu sabes que estou aqui para te incentivar, te apoiar, te levantar e, o mais importante, te amar.
Obrigada por tudo, Lu!
És uma pessoa mais que especial, uma pessoa que eu admiro, confio e por quem tenho um enorme apreço. Enfim, és meu grande e verdadeiro amor.
Agradeço a Deus por tu existires e à sua família, que criou essa pessoa maravilhosa e determinada que és tu.
Obrigada pelo ano de 2008 que foi repleto de realizações!
Desejo que o ano de 2009 venha com muita saúde, paz, sabedoria, companheirismo, amor, humildade, trabalho e muita vibração positiva a todos!
Fica aqui a minha homenagem ao meu marido, Lu, que é exemplo de garra, superação e determinação.

Eu te admiro muito, Lu! Deus está contigo!
Flá, tua esposa.

SIMPLESMENTE, VIVER O AGORA


Nas últimas décadas já nascemos em um mundo cheio de possibilidades, as quais nos levam a muitos desafios e conflitos. A maioria das vezes, ficamos tão atribulados com realizações pessoais e nos impomos uma série de metas que deixamos de viver o presente, o agora.
Em alguns momentos, passamos muito tempo relembrando acontecimentos do passado; isso faz com que percamos a possibilidade de apreciar mais a cada minuto o agora. Em outros momentos, passamos a imaginar e projetar o futuro demasiadamente; com isso, o sentimento de angústia e mal-estar fica atrelado em nossos pensamentos e temos dificuldades em sorrir.
AGORA é o único momento que realmente nos pertence!

Que tal se fechássemos os olhos para ouvir o som da natureza, os batimentos de nosso coração ou, ainda, o ar que entra e sai de nossos pulmões? Bem, esse deveria ser um exercício diário, porém estamos tão condicionados a correr, correr e correr, que deixamos de apreciar aquilo que de mais poderoso temos nas mãos O AGORA.

Tudo o que está se passando na sua mente é PRESENTE, é AGORA. Viva esse minuto e valorize as coisas que estão a sua volta. Veja como é maravilhoso viver. Veja como a natureza é perfeita. Perceba como as coisas estão interligadas. Faça parte deste mundo onde o ONTEM já passou, o AMANHÃ ainda chegará e o PODER DO AGORA é a sua fonte dos desejos, onde tudo pode acontecer com você estando no controle. Seja o motorista de sua VIDA e viva os minutos preciosos que são seus. Não seja um historiador de sua vida, pois, enquanto você olha para os frutos do seu passado, perde a oportunidade de PLANTAR NO PRESENTE e de ter uma NOVA COLHEITA NO FUTURO.QUE 2009 SEJA REPLETO DE REALIZAÇÕES E DE ENERGIAS POSITIVAS! QUE CADA UM ALCANCE SEUS OBJETIVOS E VIVA O PODER DO AGORA!!!

Luciano Maçaneiro

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

REAPRENDER

Estamos a poucos dias da passagem do ano de 2008, que está chegando ao fim. Será 2009 um ano de reconstrução em toda a nossa região, devido aos grandes estragos que as fortes chuvas causaram, deixando centenas de feridos, de mortos e de milhares de desabrigados em grande parte do nosso estado de Santa Catarina. Lamentavelmente, fenômenos ligados à natureza dessa magnitude estão cada vez mais comuns em todo o mundo, graças à forma lamentável com que a população mundial tem tratado, de maneira irresponsável, os recursos naturais disponíveis em todo o nosso planeta. Recursos esses usados na maioria das vezes desnecessariamente ou sendo mal-aproveitados para saciar as necessidades de uma população que em sua maior parte consome mais do que realmente necessita. Essa situação de caos que tomou conta de nossas cidades propicia a que façamos duas observações:

A PRIMEIRA DELAS, DE CARÁTER NEGATIVO: Uma parte da população se aproveitou, durante as enchentes, para invadir e saquear casas e estabelecimentos comerciais que tiveram que ser abandonados em função da invasão das águas, o que vem afirmar que, apesar de toda a situação de tragédia que estávamos vivendo, essas pessoas não demonstravam estar preocupadas com o momento desesperador de milhares de famílias. É triste ver que, mesmo em momentos onde a população deveria estar toda unida para ajudar e diminuir o sofrimento alheio, ainda há um grande número de pessoas preocupado em tirar vantagens de uma forma ou de outra.

A SEGUNDA, DE CARÁTER POSITIVO: Uma outra parte da população deu uma verdadeira lição de humanidade e se empenhou para diminuir o sofrimento daqueles que perderam muito mais do que seus móveis ou sua casa, perderam a auto-estima, e fizeram doações de todos os tipos. Felizmente, ainda temos pessoas preocupadas em servir ao próximo, criando um ambiente solidário capaz de fazer desses momentos tristes uma ocasião para demonstrar apoio efetivo aos mais necessitados.

REAPRENDER É POSSÍVEL E NECESSÁRIOEm pleno século 21, em que a informação circula entre nós de maneira veloz, em um mundo cada dia mais dinâmico e tecnológico, que nos vende a idéia de que estamos tendo avanços nos mais variados índices, que medem desde os hábitos de nossa sociedade, ou o nível de escolaridade, ou a taxa de desemprego, até a natalidade e a mortalidade, entre outros... mesmo assim, ainda nos deparamos com situações dos tempos das cavernas ou comportamentos completamente irracionais.Aproveitar-se de momentos trágicos para saquear estabelecimentos comerciais com a finalidade de se apropriar de algo que naquele momento é totalmente desnecessário é um ato de covardia, pois nos mostra que nós estamos cada vez mais preocupados em alimentar nosso ego esquecendo-nos do que realmente nos faz viver.É necessário que todos nós estivéssemos dispostos a reaprender, pois vivemos em sociedade e os atos positivos ou negativos de cada um de nós atingem, diretamente ou indiretamente, a todos. Portanto, é necessário que possamos aprender a usar os recursos que estão à nossa disposição de maneira mais eficiente, dando a possibilidade para que outros também tenham acesso a esse ou aquele recurso.Reaprender é mais do que simplesmente pensar em nossas atitudes, é fazer uma reflexão profunda de nossos atos e de nossa sociedade; e, após essa analise, é importante que cada indivíduo em particular crie ferramentas e as coloque em prática, a fim de fazer deste mundo um lugar de aprendizado e oportunidades a todos, para que assim possamos ter um ambiente propício ao crescimento não só em números, mas, sim, em SABEDORIA, POIS ESTA, SIM, É NOSSA MAIOR RIQUEZA.

Luciano Maçaneiro
video

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O SEGREDO


Atualmente, a expressão “O Segredo” está freqüentemente em todas as mídias: nos jornais, nas revistas, nos documentários, na internet, nos livros e até nas rádios. E há um público interessado nessas informações que busca, justamente, descobrir qual é a receita para atingir determinado objetivo. Porém, é importante ressaltar que ler o livro ou, simplesmente, assistir a documentários sobre o assunto não será o suficiente para que cada um de nós possa materializar aquilo que almeja, pois tem-se que ir muito além.

Eu tenho uma deficiência fisica e, por causa dela, caminho com muletas. E tenho percebido que a maioria das pessoas quer e deseja que as coisas aconteçam da noite para o dia. Porém, deveríamos compreender que O Segredo está justamente ligado a tempo, ou seja, o tempo não deve ser a nossa preocupação, mais, sim, devemos focar todas as nossas energias em determinado objetivo, e caminhar em frente.

É uma caminhada que, certamente, irá levá-lo ao chão algumas vezes; no entanto, fixe o foco naquilo que você deseja; aprenda a cair; e - o mais importante -, quando estiver no chão, compreenda o que o levou à queda. Pois uma queda traz grandes ensinamentos; muitas vezes maiores que as próprias vitórias.

No meu futuro livro, que pretendo lançar com a ajuda de todos, vocês conhecerão três histórias verídicas sobre a minha vida, que conquistei com a força, a energia e o pensamento positivo.
Nos próximos 15 dias, ficará no ar, aqui no blog, uma enquete, em que eu pergunto a todos qual das três histórias de “O Segredo”, que realmente aconteceram em minha vida, que o internauta gostaria que eu publicasse. Agradeço desde já a participação de todos.

Luciano

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

NATAL – FAMÍLIA


Estamos a duas semanas das festividades do Natal, e a cada ano percebemos que o espírito natalino está ficando cada vez mais distante, pois esse mundo capitalista, moderno e competitivo tem deixado a maioria das pessoas ficar tão ocupada com suas atribuições diárias que o tempo tem se tornado escasso. Com isso, valores fundamentais para o desenvolvimento do homem estão sendo deixados de lado, valores esses que ensinavam e mostravam às nossas crianças que Natal é muito mais do que somente um momento de troca de presentes, é uma data onde comemoramos o nascimento de Jesus Cristo, aquele que morreu na cruz por todos os nossos pecados.Jesus Cristo esteve na Terra e deixou sua mensagem: ela é pura, transparente e fala de uma forma que cada indivíduo, independentemente de qualquer diferença, compreenda. Porém, apesar de Jesus ter passado aqui na Terra, ter feito grandes milagres e ainda ter morrido na cruz do calvário por nós, no Dia 25 de Dezembro, data de seu nascimento, ele deveria ser o convidado especial e o primeiro a ser lembrado nas ceias. Porém o que vemos são festas lindas, algumas grandiosas, outras mais simples; no entanto, poucas ceias fazem menção ao nome Dele.Natal é um momento familiar e é importante, sim, que as famílias se reúnam, comemorem e não esqueçam de agradecer a Deus por todas as realizações. Pois na maioria das vezes só pedimos e jamais lembramos de agradecer.Eu posso dizer que tenho muito a comemorar; aliás, todos os anos comemoro muito, pois Deus me deu uma família maravilhosa. Hoje estou com 27 anos e todos esses anos serviram para me mostrar que cada membro de minha família foi e continua sendo importante em minha vida de alguma forma. No Dia 25 de Dezembro, sempre agradeço a Deus por esta família: meu pai, Nilton, minha mãe, Santina, e minhas irmãs: Adriana, Luciana e Márcia são pessoas maravilhosas que contribuíram e contribuem de forma grandiosa para o meu desenvolvimento.Para representar minha família homenagearei minha mãe, a ela devo minha vida; e, se hoje eu sou o Luciano que muitos admiram, pode ter certeza que ela contribuiu e muito para isso. Como comentei na primeira postagem deste Blog, passei por um parto delicado e, com isso, houve naquele momento falta de oxigenação ao meu cérebro, isso me levou a nascer com paralisia cerebral (PC), afetando meu desenvolvimento locomotor; assim, perdi a capacidade de caminhar. Minha mãe teve um papel fundamental em meu desenvolvimento psicomotor, além de me auxiliar nas tarefas diárias do dia-a-dia. Foram 15 anos de muita dedicação, carinho, força de vontade e muito amor, para que, depois de várias batalhas, aos 15 anos eu passasse a caminhar com o auxilio de muletas.Este ano de 2008, terei a honra e a alegria de comemorar o Natal, mais uma vez, com essa família tão especial, que neste ano teve o número de membros aumentado, pois eu me casei, e agora teremos as presenças de minha esposa, Flávia, e de minha sogra, Rosângela. A Flávia, hoje, é mais que uma amiga, ela é a minha esposa, forte, determinada, inteligente, sensível e uma grande companheira e incentivadora. Sua dedicação, sua sensibilidade e seu amor comigo encantam. Posso afirmar que, assim como minha FAMÍLIA, a FLÁ É UM PRESENTE DE DEUS.

Luciano Maçanero

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

GRANDES EXEMPLOS


Sempre tentei observar nesta vida pessoas que, de alguma forma, fossem grandes exemplos.
Conheci o Luciano Maçaneiro há uns seis anos. Uma Figura Singular! Nós nos tornamos grandes amigos e torcemos um pelo outro, como irmãos.
Tive a boa sorte de ter ótimos irmãos e também poder escolher outros! O Luciano é um deles! Muitas de nossas idéias são afins, mas às vezes brinco com ele:
– Você deveria ser menos ansioso! Calma! – E ele ri e sempre responde com uma piadinha! HEHEHE!
– Talvez eu seja lento demais.
O Luciano inicialmente chama a atenção, pois tem uma limitação física, causada por falta de oxigenação no cérebro num parto delicado. E anda com o apoio de muletas.
Quando eu trabalhava com ele, sempre sabia quando ele estava chegando. Ou pelo barulho das muletas no chão, ou por seus risos e piadas, quando chegava ao trabalho! Produzíamos muito, mas o trabalho sempre parecia diversão!
Conheci a família dele e percebi uma ligação profunda entre eles. São pessoas especiais... Luciano herdou dos seus pais, a força para desafiar os limites entre o que era possível e o que pareceria um milagre! Ele teve a boa sorte de encontrar a Flávia neste caminho, que parece ter acelerado o seu processo de liberdade!
O Luciano não tem vergonha de pedir ajuda! Não mede esforços para ajudar os outros! É um especialista em cooperação!
Nestes anos de amizade, aprendi muito com ele. Como alguém consegue evoluir tão rápido e materializar o que deseja com tanta facilidade!? Na verdade, parece fácil para quem está de fora! Mas o que faz parecer fácil é a Fé que ele tem. Fé que mostra que tudo é possível, desde que você não tenha dúvidas; porque dúvida vem de dois e ele só foca o que quer, deixando os obstáculos parecerem parte da paisagem.
Ele sabe o quanto o respeito e o admiro.
Desejo que ele ensine mais a outras pessoas, pois eu já tive a boa sorte de conhecê-lo antes!
Abraços!

Alexandre Gustavo Pereira da Silva, um amigo.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

CULTIVAR A SOLIDARIEDADE


Nos últimos anos, cada vez mais estamos perdendo os valores que realmente são importantes. O agito diário e as inúmeras tarefas que estamos assumindo nessa vida capitalista têm nos tirado um tempo precioso para que possamos refletir sobre o mundo a nossa volta. E valores que seriam realmente interessantes de serem cultivados têm se perdido. Os indivíduos têm que a cada dia trabalhar mais e mais para poder sustentar suas famílias, por necessidades, por desejos, por sonhos. Porém, se pararmos para analisar, há alguns objetivos que não são, em sua essência, vontades ou anseios nossos, mas, sim, desejos que essa sociedade capitalista coloca para nós como algo importante.
Muitas vezes nos deparamos com situações realmente absurdas. Para uma sociedade que tem sido educada para consumir mais e mais, tudo parece comum e correto. Esquecemos, porém, que vivemos em um planeta e que todos os recursos naturais que nele temos são esgotáveis, ou seja, se não utilizarmos esses recursos de maneira equilibrada e com consciência, mais cedo ou mais tarde teremos ausência desse recurso no planeta, causando assim um desequilíbrio em toda a cadeia.
Estamos chegando aos últimos dias de 2008, e, lamentavelmente, tivemos nossa região afetada pela maior enchente dos últimos tempos. Antes que a enchente chegasse, era visível perceber nas pessoas que sua principal preocupação era com os presentes para seus familiares e amigos e com os preparativos para a ceia do Natal. No entanto, a enchente chegou, tomou conta de 80% da cidade de Itajaí–SC e, com isso, uma grande parte dos indivíduos começou a perceber que TER sem SER não significa muito; pois, tudo aquilo que muitos levaram meses ou anos para construir, a enchente levou em poucas horas; ela não pediu licença para invadir nossas casas; ela separou famílias e deixou milhares de desabrigados em todo o nosso estado e, ainda, dezenas perderam suas vidas.
Muitas vidas foram perdidas. E, agora, neste momento, pergunta-se ou se procura pelos culpados dessa tragédia. Entretanto, seria interessante se cada um de nós fizesse uma análise de nosso comportamento e buscasse dentro de cada um de nós a nossa parte na culpa por ação ou omissão. Certamente, de uma forma ou de outra, todos nós contribuímos para que a natureza agisse dessa maneira tão dura conosco.
Todavia, mesmo em tragédias como essa, em que vidas foram ceifadas abruptamente, é possível extrair aspectos positivos.
O Natal inspira justamente o espírito de doação, de colaboração, de ajuda, de auxílio ao irmão mais próximo, conhecido ou não.
O Natal é justamente tempo de darmos aquilo que temos sem esperar algo em troca.
O Natal é ser solidário estendendo a mão e dando aquilo que nosso irmão necessita.
Nessa enchente, os valores capitalistas foram levados pelas águas na sua grande maioria, e ficamos com a verdadeira e única essência do NATAL: o ESPÍRITO DE SOLIDÁRIEDADE, a COMPAIXÃO e a UNIÃO, pois cada um de nós se doou e auxiliou na necessidade do próximo.
O NATAL PASSOU A SER NATAL.
NAS TRAGÉDIAS, DESCOBRIMOS QUE A PERDA PODE E TRAZ ESSINAMENTOS, QUE AO LONGO DA VIDA VAMOS AOS POUCOS ESQUECENDO. POR ISSO, FAÇAMOS DESSE MOMENTO TRISTE UM MOMENTO PARA APRENDER E ENSINAR A SERMOS CADA DIA MAIS E MAIS SOLIDÁRIOS. POIS A VERDADEIRA CONQUISTA NÃO ESTÁ EM TER E, SIM, EM FAZER DO SEU SER UM VERDADEIRO CAMINHO DE SABEDORIA, ONDE SUA ESCOLHA FICARÁ SEMPRE EM GESTOS SIMPLES QUE CERTAMENTE MUDARÃO VIDAS PARA SEMPRE.